quarta-feira, 18 de janeiro de 2012

Agora Surge a Ágora Contemporânea

Prof. Eliandro
Na Grécia Antiga, as pessoas cansadas de serem oprimidas de diversas formas, começaram a se mobilizar para que JUNTOS, trocassem e compartilhassem idéias de possíveis mudanças.
Havia um espaço reservado para isso, a ÁGORA era o espaço público, onde as pessoas discutiam assuntos e problemas relacionados á Pólis... 
O Governante Ateniense Péricles (495/492 a. C. participando da Ágora


“A "ÁGORA" ressurge AGORA por meio das redes sociais em todo o mundo, e os países que mantêm suas portas fechadas vêem isso como um sinal de mau AGOURO".
Vejo surgir há pouco tempo uma série de movimentos parecidos, onde pessoas importam e exportam todo tipo de informação e atingem a coisa mais sensível que as grandes autoridades e instituições que governam a sociedade possuem, a IMAGEM, e  quando a IMAGEM DESSAS AUTORIDADES É COLOCADA na mídia de forma pejorativa, ALGO diferenciado ACONTECE.
As Redes Sociais surgem como a voz das pessoas que NÃO SE SENTEM MAIS representadas por SINDICATOS, PARTIDOS, ASSOCIAÇÕES, INSTITUIÇÕES RELIGIOSAS, e também por pessoas que gostam e/ou participam dessas instituições...
Temos em nossas Redes Sociais, diversos tipos de mídia jornalística que lançam informações em tempo real, no Facebook, por exemplo, existe uma série de linhas jornalísticas como, "Revistas, Época, Veja, Carta Capital, Portais, Globo (G1), Record (R7), Band, Cultura e Jornais como, O Estado de São Paulo, Folha de São Paulo e etc..."
Toda forma de informação é necessária, cada uma delas sua própria ideologia, porém, o nosso caráter, as nossas opiniões e a nossa formação cultural e intelectual não dependem somente destes meios de informação, mas TAMBÉM de cada um destes meios, pelo simples fato de serem MEIOS e não FINAIS.
Será que as pessoas têm discernimento para ENTENDER a força que esses movimentos de contestação têm, e saberão usar de forma benéfica? Será que essas manifestações sairão do âmbito civil e se ligarão a partidos e sindicatos?
Será que movimentos preconceituosos irão se favorecer dessa nova arma para difundir seus propósitos?
Essas são perguntas que se apresentam.
Já vimos diversos casos que a princípio eram pequenos aos olhos dos nossos representantes públicos, mas com a repercussão alcançada fizeram com que se modificasse a situação.
Algumas pessoas reclamam, mas não cobram, por não o saberem fazer... outras sabem como, mas preferem se ausentar da responsabilidade, e deixam passar a oportunidade, fazendo com que a impunidade e a corrupção sejam favorecidas dessa forma... eu acredito que as duas situações surtem o mesmo resultado, ou seja, NENHUM...
RECLAMAR ENTRE QUATRO PAREDES, SÓ FAZ COM QUE NOS ESTRESSEMOS, perdemos tempo, beleza e a razão!!!
 Como disse Paulo freire “A EDUCAÇÃO NÃO MUDA O MUNDO, A EDUCAÇÃO MUDA AS PESSOAS, PESSOAS MUDAM O MUNDO”
E eu vos digo meus CAROS, pessoas á quem tenho imensa admiração e respeito, “PESSOAS, EM SUA ESSÊNCIA, NÃO PRECISAM DE SERMÕES OU DE CONSELHOS somente, PESSOAS PRECISAM principalmente DE EXEMPLOS”
Vamos ver exemplos de movimentos de contestação que remodelaram sistemas políticos e civis de países por todo o planeta de Ásia às Américas.
                           Paraguai

“No Paraguai, a possibilidade de aumento de preço das passagens de ônibus, o pedido dos taxistas de que os taxímetros não fossem inspecionados por um técnico, serviram de combustão para que os cidadãos convocassem uma mobilização via twiter e facebook.”
Portugal
“Em Portugal, em março deste ano, o protesto chamado “Geração á Rasca”, nasceu no Facebook e gerou iniciativas populares em até 10 cidades. O movimento de protesto definido como “apartidário, laico e pacífico”, reivindicava o direito ao emprego, o fim da precariedade, a melhoria das condições de trabalho e o reconhecimento das qualificações”.

Espanha
Os protestos de 2011 na Espanha, chamados por alguns meios espanhóis de "Movimiento 15 M", são uma série de protestos espontâneos de cidadãos inicialmente organizados pelas redes sociais

 e idealizados em primeiro momento pela plataforma civil e digital ¡Democracia Real Ya!, que obteve nessa fase inicial o apoio de mais de mais de duzentas pequenas associações. Começaram em 15 de maio de 2011, com uma convocação em cinqüenta e oito cidades espanholas.

Trata-se de protestos pacíficos que reivindicam uma mudança na política e na sociedade espanhola, pois os manifestantes consideram que os partidos políticos não os representam nem tomam medidas que os beneficiem. segundo a agência Metroscopia, 89% dos espanhóis creem que os partidos políticos pensam somente em si mesmos. A intenção dos manifestantes é acampar nas principais praças das cidades espanholas até as eleições do dia 22.
Tunísia
Presidente Zine El Abidine Bem Ali (11 anos no poder)
                                      
Egito
Governante - Hosni Mubarak  (29 anos no poder)

Líbia

Governante - Muammar Kaddafi (41 anos no poder)

Síria
Brasil

“No Brasil um Movimento chamado “Na Mesma Moeda”,incentivou e influenciou  motoristas de diversos Estados contra o aumento do preço do combustível, estes combinaram as manifestações via Facebook.

Abasteciam apenas R$ 0,50, pediam o teste de qualidade, pagavam no cartão de crédito e exigiam a nota fiscal”

“Apesar de reconhecer que a Democracia grega se aproximava da forma ideal de governo, devido a igualdade com que as opiniões das pessoas eram tratadas, havia exceções a essa regra: mulheres, escravos e estrangeiros não eram considerados cidadãos, e conseqüentemente não tomavam parte da vida pública”
“Segundo alguns Historiadores, a democracia grega teve muito a ver coma forma com que seu exército se organizava para lutar em FALANGES
"SE EXPRESSE, COBRE, GRITE, DÊ SUA OPINIÃO, COMPARTILHE SUAS IDEIAS, POIS APARECEU UM ESPAÇO Livre, Laico e Apartidário!!!



Eliandro Verissimo.
Postar um comentário